PARTICIPAR DESSE SITE

domingo, 22 de julho de 2012

O ANGICO ... Árvore que deu nome ao lugar!

Ao norte do município
Ele já esteve a ornamentar
É tanto que nossa terra
Seu nome veio herdar!

Sua madeira é valiosa
Em fabricação de objetos e na construção
Quando morto é queimado
Vira também o carvão!

Suas cascas são importantes
No trato da sola nos cortumes
As cascas como ingrediente no lambedor
Curar a gripe é tradição... É costume!

A rama quando verdinha
Alimenta o gado no sertão
Quando sequinha serve de adubo
Murcha, cuidado! Causa indigestão!

Se queres conhecer essa árvore
De quem estou a falar
Vá na praça "São José"
Que há uma linda e... Frondosa lá!

Uma amiguinha especial
Dela esteve a cuidar
É hoje o mais belo "angico"
Que temos no nosso lugar!

Profª Fatuca, 2012.
Dedico esse poema a amiga Marlene Soares.

Um comentário:

  1. A preservação da natureza, só o faz quem é sábio e defensor da vida em nosso planeta.
    Parabéns pela dedicação do poema à espécie "Angico"!
    [ ] Célia.

    ResponderExcluir