PARTICIPAR DESSE SITE

terça-feira, 2 de agosto de 2011

MELANCOLIA! ... Às vezes ataca de forma inesperada...

Tarde sombria
Quente serena...
Não ouço vozes
Nem pássaros a cantar!

Nenhum barulho
De árvores à bailhar...
Nem sinto a brisa
Em meu rosto tocar!

Olho o relógio
Ali na parede...
Observo os ponteiros
Parecem não mais andar!

Alguns momentos
Leio, escrevo...
O tempo parece
Não querer passar!

Oh! Tarde melancólica
"Meu Deus"...
Tomara que passe já!

Profª Fatuca, 2007.

2 comentários:

  1. Já tive tardes assim, noites assim, dias assim. Afinal, quem não os teve? Isso me lembra um pedaço de canção do inesquecível Chico Buarque, q diz:

    "Tem dias que a gente se sente, como quem partiu ou morreu, a gente estancou derrepente, ou foi o mundo então que cresceu. A gente quer ter voz ativa, no nosso destino mandar, mais eis que chega a roda-viva e carrega o destino pra lá... Roda mundo, roda gigante, roda moinho, roda peão, o tempo rodou num instante, nas voltas do meu coração! .....

    ResponderExcluir
  2. Amiga adimiro muito essa sua capacidade de absorver o que há de mais poético nas letras de nossas canções! Sua sensibilidade é o máximo!

    ResponderExcluir